Publicado em Diário, Escrevendo, Pensando e Escrevendo, Sentindo e Escrevendo

Te vejo, te quero!

– Oi, posso me sentar aqui do seu lado?
– Pode. (sorrindo sem graça)
– Sabe, eu vou ser sincera. Eu estou de olho em você já faz um tempo.  Te vejo na rua, te vejo nos sites de relacionamento, te vejo no seu blog, te vejo no trabalho e te vejo na faculdade. Eu estou muito afim de passar um bom tempo com você.
– Mas eu nunca te vi.
– É que sou ótima em me esconder. Me escondo em problemas, em angustias, em ansiedades, me escondo até nos  problemas afetivos.
– E porque eu ficaria com você?
– Porque eu tenho respostas rápidas para as questões que te afligem.
– E são respostas verdadeiras?
– Nem sempre. Mas eu farei você acreditar em mim, porque é uma escolha fácil.
– Não sei. Qual é o seu nome?
– Ah! Olha que horror, que falta de educação a minha. Prazer, me chamo Culpa!