Publicado em Diário, Escrevendo, Pensando e Escrevendo, Poema da Vez, Sentindo e Escrevendo

O começo do arco-íres

love-toon-couple-hug-sleep-Favim

 

No meio da tempestade de medos, me joguei no escuro de uma certeza duvidosa.
Era aquele Sol que nascia em seus olhos que me aquecia.
Me despi das dúvidas e meu corpo só mostrou certezas.
Me larguei no seu corpo até restar apenas o vapor.
E o fim era só o começo do arco-íres.