Publicado em Compartilhando, Diário, Escrevendo, Pensando e Escrevendo, Sentindo e Escrevendo, Vendo e Compartilhando, Vendo e Escrevendo

A Poesia NÃO é Um Talento

Hoje cedo, enquanto me arrumava para o estágio, deixei rolando a entrevista com Luana Piovani no programa A Máquina com Fabrício Carpinejar.

Quase no final na entrevista, Luana pergunta ao Fabrício como surgiu a poesia na vida dele, como ele descobriu o talento. A resposta dele me fez parar o que eu estava fazendo. Sentei e não apenas concordei com que foi dito, mas senti cada sílaba de cada palavra perfurar meu peito, e chorei.

Até o momento, é a melhor descrição que já ouvi sobre ser poético.  É triste, mas totalmente verídico.

Deixo aqui por escrito a resposta dele, e o vídeo da entrevista, já iniciada no momento que Luana faz a pergunta.

Fabrício: A poesia não é um talento. É uma insuficiência. É uma falta. Pode ser um maldição.

Eu falo que assim que tu ter um relacionamento com a poesia pode ser um problema na hora que tu se separa, porque um vaso não é um vaso, uma vassoura não é uma vassoura.

Tem pessoas funcionais, tem pessoas que objetos são funções, não significados emocionais. Pra mim tudo é significado emocional. Então se tu se separa, por exemplo, tu tem muito mais saudade do que memória. Então o chinelo não é mais um chinelo. O chinelo é o encosto da porta pra não fechar com o vento. Arrumar a cama não é mais arrumar a cama. arrumar a cama é lembrar que os pés delas ficavam sufocados e que tu não pode prender o lençol no colchão. O banco da cozinha preto não é mais o banco da cozinha preto. É um mirante aonde ela ficava próxima da janela pra poder fumar.

Luana: Que coisa linda Fabrício.

Fabrício: É horrível também, porque é muito melhor tu ser funcional, porque funcional tu pode se despedir. Quem é funcional: alegria é rir, tristeza é chorar, sono é bocejar e se separar é não dar certo. E quem não é, quem é poético, rir pode acontecer dentro de um choro, o choro pode acontecer dentro da felicidade, e nunca vai se separar porque tu criou todo um idioma pra uma pessoa.